Publicidade
Guia completo

Proteja sua privacidade com VPN TunnelBear

Ao navegar na Internet, há certas atividades mais sensíveis do que outras. Se você faz muito uso de redes públicas, saiba como usar a VPN TunnelBear para criar uma rede privada virtual e encriptar os dados, mesmo com o seu browser habitual.

Tunnelbear

Passo 1

Em primeiro lugar, você precisa baixar o TunnelBear, em tunnelbear.com/download. O download começa automaticamente. Esta versão gratuita permite ter até 500 MB de dados por mês, o que é suficiente para um uso normal – mas demasiado pouco se faz muitos downloads ou streaming de vídeo. Por isso, é melhor ser poupadinho e utilizar o TunnelBear para compras online ou acessos bancários.

VPN TunnelBear

Passo 2

Assim que tiver instalado o TunnelBear, vai ser pedido que crie uma conta, introduzindo seu email e senha. Depois do registro feito, o TunnelBear enviará um email para confirmar a conta. Confirme, abra novamente o programa e já está. Se quiser ganhar mais tráfego de dados, pode ir ao site do TunnelBear, clicar em ‘MyAccount’ e adicionar uma conta de Twitter para ganhar mais 1 GB.

 

Passo 3

Normalmente, é preciso configurar as VPN, mas oTunnelBear trata logo dessa parte. Para ativar a VPN, basta clicar em ‘On’ ou ‘Off’, para ir para o “túnel”. Quando aparecer a confirmação no canto da tela, pode utilizar o seu navegador habitual. Sempre que ligar ou desligar o TunnelBear, verá um aviso no canto da tela.

 

Passo 4

Como você já percebeu, o TunnelBear leva a sério a analogia do urso e dos túneis. Por isso, quando ligar o software, seu próximo túnel pode bem ser dentro do mesmo país onde está – mas há ocasiões em que quer selecionar outro país. Para isso, clique em ‘Auto’ no canto da tela para escolher onde quer o túnel. Isto pode ser útil se estiver no estrangeiro, por exemplo, e precisar de aceder a um site que só está disponível em um determinado país e bloqueado no sítio de onde está a acessar.

 

Passo 5

Esta VPN tem ainda outro serviço, que é a opção GhostBear. Basicamente, faz com que seja mais difícil para outras entidades perceber que está usando uma encriptação de VPN. Para a ativar, vá até as definições, na roda dentada do TunnelBear, clique em ‘Security’ e deslize-a para ‘On’. Mas atenção que isto vai diminuir a sua velocidade de ligação. Em geral, só vale mesmo a pena usar esta opção em sites e localizações que bloqueiam VPN.

 

Passo 6

Ainda nas definições, existe o campo ‘TrustedNetworks’, em que pode dizer ao TunnelBear quais as redes onde é seguro estar. Pode ativar a opção para que, sempre que se ligue a uma rede pública, o TunnelBear entre logo em ação. Atenção é ao gerenciamento dos dados que tem. Para adicionar uma rede à lista de confiança, clique em ‘+Add to trusted networks’ para adicionar determinada rede à lista de ligações Wi-Fi de confiança.

 

Passo 7

Se está a acessar a partir de uma rede que não é muito estável, a opção ‘TCPOverride’ vai ajudar a ter alguma estabilidade no acesso – mas com menos velocidade também. Se continuar a ter problemas, utilize o clássico desligar e voltar a ligar. Em equipe que (de vez em quando) ganha não se mexe, não é verdade?

Passo 8

No site do TunnelBear, pode ver que também há extensões para o Chrome e para o Opera. Isto tem a vantagem de apenas disfarçar a atividade do navegador, o que ajuda a poupar alguns dados, por exemplo, se seu computador estiver fazendo algumas atualizações.